RSS

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Jovens e Adultos: Fé e Obras – Ensinos de Tiago para uma Vida Cristã Autêntica
Lição 12: Os Pecados de Omissão e de Opressão

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, iniciem o estudo da lição. Observem as seguintes sugestões:
- Para iniciar o estudo da lição, apliquem a dinâmica “Injustiça Social – Igual em todo tempo?”
- Depois, escolham 03 alunos e peçam para que um deles leiam:
Amós 5:12:  “Porque sei que são muitas as vossas transgressões e graves os vossos pecados; afligis o justo, tomais resgate, e rejeitais os necessitados na porta”.
Amós 8:4-6 “Ouvi isto, vós que anelais o abatimento do necessitado; e destruís os miseráveis da terra, dizendo: Quando passará a lua nova, para vendermos o grão, e o sábado, para abrirmos os celeiros de trigo, diminuindo o efa, e aumentando o siclo, e procedendo dolosamente com balanças enganosas, para comprarmos os pobres por dinheiro, e os necessitados por um par de sapatos, e para vendermos o refugo do trigo?”
Tiago 5. 1 ao 6: “Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações, como num dia de matança. Condenastes e matastes o justo; ele não vos resistiu”.
- Depois, perguntem: Que tipo de denúncia há nestes textos bíblicos?
Aguardem as respostas.
Espera-se que os alunos falem que nos versículos lidos em Amós e Tiago há uma séria advertência contra a exploração dos ricos contra os pobres.
- Falem: É sobre este assunto, o tema na lição de hoje.
- Em seguida, falem sobre o pecado de comissão e omissão.
- Depois, falem sobre a exploração dos pobres e trabalhadores pelos ricos gananciosos e opressores.
- Utilizem a dinâmica “Sociedade de Contrastes”
- Para concluir, leiam o texto “O Bicho”.
Neste texto, desde o título até o penúltimo verso, o autor nos leva a pensar que o bicho é um animal, que está comendo entre os detritos, porém há um elemento surpresa no último verso ao ser revelado que é o bicho é um homem.  É uma poesia de denúncia social, pois descreve as condições desumanas que passa o homem marginalizado devido a injustiça e desigualdade social.
Depois, analisem a situação retratada neste poema, falando sobre miséria, pobreza, dignidade humana, fome, desemprego, moradia etc que muitas pessoas vivenciam.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Injustiça Social – Igual em todo tempo?
Objetivo: Refletir sobre as desigualdades sociais.
Material:
01 rolo de fita crepe ou durex colorido
01 caixa de chocolate
Procedimento:
- Usando fita crepe ou durex colorido, façam um quadrado grande no piso da sala.
Solicitem para todos os alunos se posicionem ao redor deste quadrado.
- Falem: Este quadrado representa a sociedade, cujas leis definem igualdade de direitos e oportunidades para todos.
Peçam para que todos os alunos entrem no quadrado(todos os alunos devem caber dentro dele).
- Depois, façam um quadrado menor dentro do quadrado grande, no qual caibam poucos alunos.
- Agora solicitem para que todos os alunos entrem no quadrado menor. Com certeza não caberão! Insistam para que os que estão dentro ofereçam oportunidade de acesso para os demais.
Mas, é lógico, que por ser espaço pequeno não haverá a igualdade de acesso a todos, permanecendo então a maioria no quadrado maior.
Para os que entraram no quadrado menor, distribuam 01 chocolate.
- Agora, perguntem para os dois grupos:
Como se sentiram diante deste exemplo de inclusão e exclusão social?
Agora, reflitam sobre este tipo de sociedade: uns poucos que podem e possuem muito, e, a grande maioria que sofre injustiça social.
- Agora falem: Isto que estamos refletindo na sociedade atual, também é o tema tratado no livro do profeta Amós e ainda na epístola de Tiago. Então, vamos começar a analisar o que eles denunciam.
Então, vejam na orientação pedagógica como fazer.
Ideia original desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Dinâmica: Sociedade de Contrastes
Objetivo: Refletir sobre as injustiças sociais e o papel do cidadão na sociedade de contrastes.
Material:
02 cartolinas ou papel madeira
Figuras que retratem justiça e injustiça social

02 tesouras
02 tubos de cola
01 rolo de fita adesiva
Procedimento:
1 – Entrem em contato com seus alunos e peçam-lhes para que procurem figuras e/ou reportagens que retratem justiça e injustiça social. Orientem-os para que levem para a aula de domingo.
Observações:
- É comum os alunos se esquecerem de levar o que vocês solicitaram. Então, trabalhem com o plano B: vocês levam figuras e reportagens, também.
- Caso vocês não tenham condições de entrar em contato com os alunos durante a semana, vocês levem as figuras e reportagens.
2 – Fixem as duas cartolinas no quadro ou na parede, já com a identificação: Justiça Social em uma e Injustiça Social na outra.
3 – Solicitem para os alunos observarem as figuras e reportagens e colem cada uma na cartolina que faz referência ao título. Com certeza, haverá mais figuras e reportagens alusivas a injustiça social, infelizmente. Mas, esta é a sociedade que temos.
4 – Peçam aos alunos que observem os contrastes entre os dois cartazes.
5 – Então, perguntem:
Quais atos políticos vocês podem citar para que haja justiça social nestes exemplos estampados nos cartazes?
Qual tipo de sociedade queremos?
Aguardem as respostas.
6 – Para encerrar, aproveitem a oportunidade e falem para os alunos sobre as escolhas dos candidatos no processo eletivo e possibilidades de reivindicação por justiça social.
7 – Para concluir, leiam: “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, por que serão fartos” Mateus 5.6
Por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão: O Bicho

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com veracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato
O bicho, meu Deus, era um homem.
Autor do texto: Manoel Bandeira(poeta do Modernismo Brasileiro)
Fonte: Livro de Poesias “Belo Belo e outros Poemas”

Sugestão de atividade para a conclusão do 3º. Trimestre
Organizar uma Gincana
Tema: Livro de Tiago
- Local de realização: Pode ser dentro da igreja com atividades simples ou em outro ambiente com variedade de ações, entre as simples e mais complexas e lúdicas que necessitem de espaço mais apropriado.
- Formar as equipes: Os alunos devem ser divididos em equipes, de preferência mistos.
- Data de realização: O ideal é que seja na última aula do trimestre ou em outro momento de sua escolha.
- Comissão julgadora: Pode ser formada por professores da própria classe, professores de outras classes, algum integrante da equipe administrativa e pedagógica da EBD.
- Escolher um condutor: Deve ser uma pessoa animada e que tenha conhecimento das tarefas da gincana.
- Tarefas:
1 - Perguntas fáceis: Resposta correta 01 ponto
A quem foi dirigida a carta de Tiago? Às 12 tribos dispersas
Por que os crentes estavam dispersos? Por causa da perseguição
Quem era Tiago? O meio-irmão de Jesus
Quantos capítulos tem o livro de Tiago? 05 capítulos
2 – Perguntas mais complexas: Resposta completa e certa 2 pontos, correta e incompleta 1 ponto, resposta errada perde 01 ponto
Por que o livro de Tiago é considerado o livro de Provérbios do Novo Testamento? Porque contém conselhos práticos.
Qual o nome do sermão de Jesus que Tiago faz referência quanto ao conteúdo em sua carta? Sermão do Monte
A que profeta do Antigo Testamento Tiago é comparado? Por quê? Amós, porque fala com firmeza das injustiças sociais.
Qual o nome de um personagem bíblico, que também dá nome a um livro da Bíblia, citado por Tiago? Jó (Tg 5.11)
Qual o nome de um profeta do Antigo Testamento citado por Tiago? Elias (Tg 5.17)
Qual o nome de uma mulher do Antigo Testamento citada por Tiago? Por que ela foi citada? Raabe (Tg 2.25)
Quais os nomes dos personagens bíblicos do Antigo Testamento citados por Tiago?
Abraão(2.21), Isaque(2.21), Raabe(2.25), Jó(5.11) e Elias(5.17).
03 - Fazer uma encenação: Os pontos podem variar entre 0 a 10, dependendo da avaliação da comissão julgadora, atendendo aos seguintes critérios: caraterização dos personagens, expressão oral, facial e corporal, conteúdo transmitido.
A encenação será sobre uma destas situações apresentadas, por Tiago, nos seguintes versículos: 2. 2 a 5, 2. 15 a 17, 3. 9 a 12, 4.7, 4. 13 a 15, 5. 7 e 8, 5. 13 e 14
Os grupos devem receber qual a encenação que deverá ser realizada com pelo menos 01 semana de antecedência.
Estipular o tempo para a apresentação, que pode ser, no máximo, em 05 minutos.
04 – Atividades competitivas
Atividade competitiva A: A pontuação de 5 pontos vai para o primeiro grupo que terminar a atividade. Os demais grupos ganharão apenas 02 pontos.
Formar uma fila com 05 alunos de cada grupo, isto é, se houver 03 grupos, 03 filas serão formadas.
Escolher dois alunos para ficar a uns 03 metros de distância de frente para cada fila; um vai segurar uma cesta com pães e outro vai segurar uma cesta vazia. Para cada fila, 02 alunos de frente.
Explicar que o 1º. aluno de cada fila deve sair e pegar 01 pão, contornar toda a fila e  colocar o pão na cesta vazia, retornar, parando no final da fila. Só então, o outro aluno deve fazer o mesmo que o anterior a ele; isto deve acontecer até que todos os 05 alunos tenham participado.
Se o pão cair, no momento que o aluno estiver se locomovendo ou quando for colocar no pão na cesta, o aluno deve voltar e consertar o erro e terminar a atividade.
Atividade competitiva B: Apresentar várias figuras e pedir para que escolham apenas aquelas que dizem respeito a analogia que Tiago faz sobre a língua.
O primeiro grupo que terminar, cada figura correta valerá 02 pontos. Os demais grupos ganharão apenas 01 ponto para cada figura correta. A comissão julgadora deve observar se estão corretas. O grupo, que apresentar figuras erradas, perderá 01 ponto por figura.
Atividade competitiva C: Apresentar várias palavras e solicitar que os alunos escolham apenas aquelas que caracterizam a sabedoria divina, conforme 3.17(não pode haver consulta).
O primeiro grupo que terminar, cada palavra correta valerá 02 pontos. Os demais grupos ganharão apenas 01 ponto para cada palavra correta. A comissão julgadora deve observar se estão corretas. O grupo, que apresentar palavras erradas, perderá 01 ponto por palavra.
05 - Atividades que necessitam de explicação
Explicação correta e completa vale 05 pontos
Explicação correta, porém incompleta vale 02 pontos
Explicação incorreta, o grupo perde 02 pontos
- Explicar o que significa a cesta com pães e a cesta vazia da atividade competitiva A, com a retirada de pães de uma para a outra.
- Colocar figuras para os grupos explicarem o que significam de acordo com o tema estudado no trimestre.





l


Por Sulamita Macedo.
Pré-adolescentes – Currículo do Ano 2: Descobrindo meus Direitos e Deveres
Lição 12: Projeto de Deus para mim

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem“in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Falem o título da lição: Projeto de Deus para mim.
- Em seguida, falem:
Como a Igreja começou e a motivação dos primeiros crentes para realizar o trabalho do Senhor.
A missão de evangelizar dos cristãos daquela época e propagação do evangelho pelo mundo, sem os atuais meios de comunicação.
A colaboração atual dos crentes para a evangelização e o trabalho na Igreja
- Depois, utilizem a dinâmica “Dividindo Tarefas”.
- Para concluir, organizem com os alunos formas de evangelizar, que pode ser pelas redes sociais, entregando folhetos etc.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Dividindo Tarefas
Objetivo:
Enfatizar a importância da divisão de tarefas na Igreja e o trabalho individual neste serviço
Material:
Vários objetos de tamanhos e pesos variados
Procedimento:
- Organizem os alunos em círculo.
- Entrem no círculo e distribuam os objetos para os alunos.
- Falem: Vamos cantar, bem baixinho para não atrapalhar outras salas, e enquanto cantamos vocês vão passando os objetos para os colegas da direita.
- Comecem a cantar um hino conhecido, pode ser o 115 ou 212 da harpa cristã. Não há necessidade de cantar o hino por completo.
- Observem com atenção como vai ser realizada a passagem dos objetos para os colegas:
De forma rápida ou lenta
O objeto pode cair ou não
Atenção e compromisso com a atividade
Em seguida, comentem sobre o que vocês observaram e façam uma comparação do o trabalho do jovem na Igreja.
- Depois, comentem sobre a atividade:
O que significa receber e passar os objetos?
Receber uma missão e realizar o trabalho compartilhando com os demais. Na igreja, há trabalhos que não podem ser realizados de forma isolada.
O que representa 10 objetos diferentes sendo repassados ao mesmo tempo?
Na igreja há várias funções que estão sendo executadas no mesmo período de tempo, com o objetivo de servir melhor no Reino de Deus.
Qual o resultado da atividade?
Os objetos foram passados de forma ordeira, com cuidado? Houve desatenção de alguém?
Isto demonstra a atenção, o compromisso com o trabalhado, com quem delegou a atividade e com os demais componentes. Na Igreja quando alguém recebe uma função deve ser realizada de forma capaz de produzir resultados positivos para a obra de Deus.
- Falem: As atividades de um modo geral devem ser compartilhadas de forma coletiva, tendo em vista que o líder não tem condições de sozinho realizar as ações de forma exitosa. Na igreja também é dessa forma, há a necessidade da divisão de atividades, por isso o líder local precisa de cooperadores comprometidos.
Vocês também são chamados para colaborar com o serviço da Igreja. Mas, de que forma?
Então, peçam para que o coordenador de pré-adolescentes ou de jovens da Igreja transmita para os alunos como eles podem participar dos trabalhos realizados por este departamento.

Por Sulamita Macedo.
Adolescentes - Currículo do Ano 2: Vivendo em Família
Lição 12: Você é importante para sua família!

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição “Você é Importante para sua Família”.
- Depois, utilizem a dinâmica “Está faltando uma peça”.
- Trabalhem o conteúdo proposto na lição de forma participativa, buscando o envolvimento do aluno com a aula, além de contextualizar o tema com o tipo de aluno que você tem. Dessa, forma aprendizagem será mais significativa.
- Para concluir, distribuam um número diferente para cada aluno. Solicitem para que eles procurem um colega que tenha o mesmo número dele. Eles não vão encontrar!
Então, falem: Você é único, como também as outras pessoas da sua família, todos eles e você são igualmente importantes.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Está faltando uma peça!
Objetivo: Enfatizar que cada aluno é importante para a família.
Material:
01 quebra-cabeça para cada grupo
Procedimento:
- Iniciem o estudo do tema, dividindo os alunos em grupos.
- Distribuam para cada grupo um quebra-cabeça faltando uma peça, mas não falem isto para eles.
Adquiram quebra-cabeça com poucas peças. Vocês podem encontrar com preço bastante baixo nas lojas de material importado.
- Peçam para que cada grupo monte o quebra-cabeça. Observem o trabalho deles. Logo, eles vão falar que está faltando uma peça.
- Depois, questionem:
Está peça é importante para o quebra-cabeça?
Todas as peças estão montadas e somente uma faz falta? Por quê?
- Depois, falem: Faz de conta que as peças são as pessoas de uma família, todos são importantes para o grupo. Vocês são importantes para suas famílias.
- Então, entreguem a peça que falta para cada grupo e solicitem para que concluam atividade.
- Depois, trabalhem com os alunos a importância do acolhimento familiar e de se sentir querido e amado. Reflitam com eles também sobre o sentimento de rejeição e desprezo que alguns alunos podem está sentindo.

Por Sulamita Macedo.
Juvenis - Currículo do Ano 2: Lições práticas do Sermão do Monte
Lição 12: O Caminho para o Céu

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem a lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Escrevam no quadro o título da lição “O Caminho para o Céu”.
- Perguntem: Qual o caminho para o céu?
Aguardem as respostas.
- A partir das respostas, reflitam com os alunos sobre as duas portas e os dois caminhos(Mt 7.13). Mencionem o que significa a porta e o caminho estreito e porta e o caminho largo.
- Depois, leiam o texto “Quem tem o filho tem Tudo”.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Conhecendo Deus”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto de Reflexão
Quem tem o Filho tem tudo
                Dizem que o rico inglês barão Fitzgerald tinha apenas um filho. No início da adolescência do menino, sua mãe morreu. Tragicamente, no final da adolescência, o menino também veio a falecer.
                Nesse meio tempo, o patrimônio de Fitzgerald aumentou muito com a aquisição de obras de arte dos maiores mestres da Europa. Antes da sua morte, Fitzgerald deixou instruções explícitas para que se fizesse um leilão no qual toda sua coleção de obras de arte fosse vendida. Uma grande multidão de potenciais compradores se reuniu. Entre eles estavam muitos curadores de museus conhecidos e colecionadores particulares ansiosos para darem seus lances.
                As obras de arte foram exibidas para o público antes do início do leilão. Entre as pinturas estava uma que recebeu pouca atenção. Ela era de baixa qualidade e havia sido pintada por um artista local desconhecido. Acontece que se tratava de um retrato do único filho de Fitzgerald.
                Quando o leilão começou, o leiloeiro leu o testamento de Fitzgerald que instruía claramente que a primeira pintura a ser vendida deveria ser a do “meu amado filho”. Por causa da sua má qualidade, a pintura não recebeu nenhum lance – exceto um.  A pessoa que deu o lance era o antigo empregado que havia ajudado a criar o menino e que o havia amado ternamente. Por menos de um a libra, ele comprou a pintura.
                A essa altura, o leiloeiro interrompeu o leilão e pediu ao advogado que lesse o testamento novamente. A multidão se alvoroçou enquanto ele lia. “Aquele que comprar esta pintura de meu filho, ficará com toda a minha coleção de arte – leilão está encerrado!”
                Cristo: Sem Ele você não tem nada. Mas com Ele, você tem o melhor de dois mundos: este e aquele que está por vir. Quem tem o filho tem tudo.Fonte: A Palavra para Hoje – UCB Brasil: 13.01.2011.

Dinâmica: Conhecendo Deus
Objetivo: Promover momento de descontração e reflexão sobre a importância de conhecer Deus e Seu filho Jesus.
Material:
01 cópia do texto(vejam no procedimento)
04 presentes
Procedimento:
- Organizem os alunos em círculo.
- Entreguem quatro presentes a quatro pessoas, elas devem estar uma longe do outra.

- Falem: Será realizada a leitura de um texto. Toda vez que a palavra “direita” for falada, os quatro presentes devem ser movidos para a direita, isto é, a pessoa que está com o presente passa para a pessoa da direita. Se for a palavra “esquerda”, os presentes passam para a pessoa à esquerda.
Esta leitura, com movimentos dos presentes e ansiedade de saber quem serão os donos, trará dinamismo a leitura do texto sugerido.
- Enfatizem que no final da história quem estiver segurando o presente, será o dono dele.
- Comecem a leitura do texto:
Conhecendo Deus
Uma menina vivia muito triste e ninguém sabia o motivo. Certo dia, alguém perguntou-lhe o que havia acontecido e então a garotinha respondeu:
- Sou triste porque não conheço Deus.
Então lhe falou que a indicaria o caminho a Deus.
- Siga por esse caminho e vire a primeira rua a esquerda. Ali abrirá um campo verdinho a sua frente, siga pela esquerda em poucos passos avistará um rio a sua direita. Atravesse a ponte de madeira a direita e siga pela direita novamente. Se olhar pela direita haverá lindos pomares e a esquerda um curral cheio de boizinhos. Vire a direita entre as árvores. Caminhe sempre pela direita quando acabarem os pomares vire a direita novamente a sua frente haverá uma pequena cidade. Vire a esquerda após passar pela delegacia, depois vire direita e direita novamente, você verá um armazém a sua direita e uma loja de presentes a sua esquerda. Vire a direita após passar a loja de presentes a sua direita revelará uma linda igreja. Entre a igreja pela porta da direita e quando chegar próximo ao altar verá a sua direita uma portinha bem estreita a maçaneta esta do lado direito da porta. Ao atravessar a porta haverá um longo corredor, iluminado com algumas velas do lado direito. Siga em frente até avistar um clarão do lado direito. Entre nessa sala. Ali avistará um ancião.
A menininha fez todo esse trajeto, chegando lá quando entrou na salinha a sua direita um ancião de voz trêmula, que disse:
- Deus está aí dentro de você, do lado esquerdo do seu peito, dentro do coração.
Então a garota levou a sua mão direita ao seu peito esquerdo e deu um suave sorriso. Assim a garota nunca mais ficou triste e nas noites de véspera de natal geralmente faz uma oração a Deus, ao pé de sua cama que está simbolicamente representado por uma Bíblia numa mesa de cabeceira do lado direito de sua cama. Agradece a Deus, nesta oração, por ter tido a oportunidade de deixar Jesus nascer no seu coração.
Autoria do texto desconhecida.
- Em seguida, as pessoas que ficaram com os presentes deverão abri-los e mostrar ao grupo.
Ideia original desconhecida.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.
Discipulado 1 – Novos Convertidos
Lição 12: O Discípulo e o Fruto do Espírito Santo

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora iniciem o estudo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Falem do tema da aula: O Discípulo e o Fruto de Espírito Santo.
- Iniciem o estudo da lição, utilizando a dinâmica “O Fruto Desejado”.
- Trabalhem o conteúdo da lição, buscando sempre a participação dos alunos.
- Finalizem a aula, lendo o texto “A Nuvem e o Espírito”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Fruto Desejado
Objetivos:
Estudar sobre o Fruto do Espírito.
Destacar a importância da manifestação das 09 virtudes do Fruto do Espírito na vida cristã.
Material:
01 laranja sem casca(deixem apenas 09 gomos)
Nomes das 09 virtudes digitadas
01 quadro ou cartolina
01 rolo de fita adesiva
Procedimento:
- Apresentem a laranja e falem: o Fruto do Espírito pode ser comparado a esta laranja. Vejamos a razão: é um todo composto por 09 partes, como uma laranja e seus gomos. Cada parte, uma virtude.
- Falem, também: Agora vamos conhecer o nome de cada virtude. À medida que um aluno estiver lendo, de forma pausada, Gálatas 5. 22 e 23, coloquem os nomes digitados no quadro ou cartolina, formando um círculo.
- Afirmem: Estudar sobre cada virtude do fruto do Espírito é o tema da nossa aula.
- Então, comecem o estudo do tema, enfatizando a importância da manifestação das 09 virtudes do Fruto do Espírito na vida cristã.
Por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão: A Nuvem e o Espírito

            O Senhor guiou o povo de Israel por meio de uma coluna de nuvem durante o dia e por meio de uma coluna de fogo durante a noite (Êxodo 13.21). O comentarista Arthur Pink traçou um paralelo entre a nuvem no deserto e o Espírito Santo na vida do cristão.
            Pink mostrou que, assim como a nuvem foi um presente gracioso de Deus para os israelitas, o Espírito Santo é uma dádiva de Deus para seus filhos. Jesus disse: ”Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar como vocês para sempre” (João 14.16).
            A coluna de nuvem guiava os filhos de Israel e, do mesmo modo, o Espírito Santo guia os cristãos. Jesus disse: “Quando o Espírito da verdade vier, ele os guiará a toda a verdade”(16.13).
            Do mesmo modo como a nuvem permaneceu com os israelitas durante toda a sua peregrinação no deserto, assim Jesus prometeu que o Pai enviaria o Espírito para estar com os seus discípulos para sempre (14.16). Pense nisso! O próprio Deus habita em nossos corações. Nós que conhecemos a Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Somos templos do Espírito Santo (I Coríntios 6.19).
            Quando somos guiados pelo Espírito, nossa vida é caracterizada pelo amor, alegria, paz e autocontrole(Galátas 5. 16,22 e 23). Deste modo seremos testemunhas efetivas de Cristo caminhando pelo deserto deste mundo.
Fonte do texto: Nosso Pão Diário.

Discipulado 2 – Novos Convertidos
Lição 12: O Discípulo e a Vinda de Jesus
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo do tema.
- Falem do tema da aula: O Discípulo e a Vinda de Jesus.
- iniciem o estudo da lição, utilizando a dinâmica “Arrumando a Mala”.
- Trabalhem o conteúdo da lição, buscando sempre a participação dos alunos.
- Finalizem a aula, lendo o texto “Eu sabia que você vinha!”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Arrumando a Mala
Objetivo: Refletir sobre a necessidade de estar preparado para a Vinda de Jesus.
Material:
02 cartolinas
02 pincéis atômicos.
Procedimento:
- Escolham dois alunos e falem: Vocês ganharam uma passagem aérea para Paris e o voo será daqui a uma hora.
- Digam: Vocês tem 01 minuto para “arrumar a mala”.
- Mostrem a mala, que será representada pelo quadro ou a cartolina.
- Solicitem para que eles escrevam os nomes dos objetos que irão levar.
- Cronometrem o tempo não deixem passar nenhum segundo e em seguida peçam para que parem de escrever.
- Várias situações podem acontecer:
1 – Pelo pouco tempo, os 02 alunos não conseguirem arrumar a mala.
2 – Mesmo tendo pouco tempo, os alunos conseguirem arrumar a mala, colocando objetos de mais necessidade.
3 – Os alunos recusarem arrumar a mala, porque considera difícil arrumá-la em pouco tempo.
Observação: Qualquer que seja o resultado, há lições a serem extraídas quanto ao tema da Vinda de Jesus.
- Falem: Vamos estudar sobre a Vinda de Jesus e este resultado pode nos remeter a preparação do crente para o arrebatamento que será num abrir e fechar de olhos. Vejamos:
Para a situação 01: Não se prepararam para o Arrebatamento, negligenciou suas ações no tempo para a preparação.
Para a situação 02: Prepararam-se no tempo certo para o Arrebatamento, observou o tempo e as ações.
Para a situação 03: Recusaram-se o momento de preparação para o Arrebatamento, mesmo tendo sido avisado para se organizarem.
- Falem: O importante é que todos estejam preparados para o encontro com Jesus no Arrebatamento.
- Para finalizar, falem: O estudo sobre a vinda de Jesus é o tema da lição de hoje.
- Então, comecem o estudo da lição.
Ideia original desconhecida.
Esta versão por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão
Eu Sabia que você vinha!
            Um homem dizia sempre ao seu filho: “Haja o que houver, eu sempre estarei ao seu lado”.
Certo dia na cidade onde moravam ocorreu um terremoto muito grande. Após o terremoto este homem foi para casa e viu que sua esposa estava bem, mas seu filho ainda estava na escola, então ele foi imediatamente para lá, mas tudo estava destruído.
Tomado de muita Tristeza, ficou pensando na alegria do filho e na promessa que tinha feito: “Haja o que houver, eu sempre estarei ao seu lado”. Seu coração estava apertado e seus olhos olhavam a destruição.
Então, mentalmente, ele percorreu o trajeto que fazia diariamente com seu filho até a porta da sala na escola. Resolveu fazer o mesmo caminho por cima dos escombros: portão, corredor, virou a direita e parou no lugar onde deveria ser a sala de aula de seu filho. Nada! Apenas uma pilha de material destruído.
Inconformado começou a cavar com as mãos. Outros pais chegaram e tentaram tirá-lo de lá, dizendo:
- Vá para casa. Não adianta, não há ninguém vivo!
Mas ele continuava e dizia:
- Me ajudem!
Ninguém o ajudava. Chegaram os bombeiros e foi a mesma coisa. Os policiais também tentaram tirá-lo dali, pois sabiam que não havia chance de sobreviventes. Porém, o pai continuava cavando e não se esquecia da promessa feita ao filho. Duas horas, três horas, cinco horas, trabalhou sem descanso, chamando pelo filho. Então, escutou:
- Pai, estou aqui! Eu sabia que você viria!
Ele fez mais força para abrir um vão maior e perguntou:
- Você está bem?
- Estou! Mas com fome, sede e medo.
- Tem mais alguém com você?
- Sim. Outros colegas comigo. Não posso vê-los, mas posso escutá-los. Eu disse para eles que o senhor viria, mas eles não acreditaram. Que bom que me encontrou! O senhor cumpriu sua promessa!

Autoria do texto desconhecida.